domingo, 7 de setembro de 2014

CONSULTORIA FINANCEIRA PESSOAL ON LINE



A necessidade de organizar o orçamento para começar a investir, para aumentar o tamanho dos investimentos ou sair das dívidas para ser FELIZ SEM DIVIDAS é muito mais frequente do que imaginamos.

Sem o conhecimento adequando perdemos oportunidades e temos atitudes que nos distanciam de nossos objetivos.

O corre corre do dia-a-dia termina não deixando tempo suficiente para procurar ajuda profissional, ou mesmo quando temos tempo não sabemos a quem recorre. Engano! com pequenas atitudes e poucos minutos temos todas essas informações de maneira rápida, prática e personalizada de acordo com sua necessidade.

Após diversas solicitações de leitores passei a fazer consultoria on line. Orientando os interessados a organizar suas finanças e chegar mais próximo de seus sonhos.

Mais informações mande email para: consulpex@bol.com.br

Saia da corrida dos ratos e comece a fazer o dinheiro a trabalhar para você.

56 comentários:

Aninha disse...

gostaria de saber o que faço,meu cartao de credito estava atrasado 90 dias,quando resolvi fazer o apgamento a loterica estava fora de sistema,voltei pra casa e fui acessar o site do cartao pra puxar nova fatura e minha pagina nao abria,liguei pra operado e a moça disse que meu cartao foi cancelado,agora eu pergunto se eu tivesse pagado a fatura em atrsado o que poderia acontecer,eles mim disseram que tentaram ligar pra mim e nao coseguiram entao porque nao madaram uma correspondencia,ja que não conseguiram mim encntrar no telefone como outras operadoras de cartão fazem,ei achei um absurdo porque antes de cancelarem um cartao,precisamos ser avisados,se eles ligaram ,porque nao tentaram ate conseguirem,passei um tempo sem celular,por ter esquecido numa viajem que fiz,o que tenho que fazer agora,,preciso de ajudar a esse respeito.
obrigado

Aldineide Rios disse...

Aninha, teoricamente você já está avisada sobre o cancelamento pois no ato que o cartão é feito há informações do cancelamento do cartão por falta de pagamento, foi o que aconteceu.

Procure a operadora para realizar o pagamento e você poderá ter seu cartão será desbloqueado.

Sempre que ocorre alguma mudança de meios de contato é importante que o cartão seja avisado, assim como os banco.

Aninha disse...

obrigado pela orientação,vou ligar pra la e me informar,adorei esse blog,realmente e muito bom pra quem tem duvidas como no meu caso,so acho que essas telemarketing sao despreparadas pra ajudar um cliente,elas não explicam o poblema corretamente e quem e leiga nisso,fica desorientada.vu tentar pra ver como fica minha situação

Djogo disse...

Estou numa dúvida séria e quero um conselho. Recebi de herança um terreno. Moro de aluguel e estou a ponto de construir minha casa neste local herdado.
No entanto, fiquei com a pulga atrás da orelha quando calculei o custo da casa. Se eu vender o terreno (em torno de R$200.000) e colocar numa poupança, deve gerar algo perto de R$1100 por mês (se for num CDC, algo assim, pode gerar mais). Com esse dinheiro pago um aluguel e praticamente meu salário e de minha esposa inteiro sobra. E agora? Vendo o terreno, fico no aluguel, mas faço o dinheiro gerar mais dinheiro... ou construo a casa, gasto todo o dinheiro que tenho e fico 30 anos pagando o financiamento? Me ajude amigo!!!

Aldineide Rios disse...

Diogo, a conta é essa mas por trás tem outros pontos que você deve analisar...

Como diz o ditado: "dinheiro na mão é vendaval" você e sua família tem disciplina para administrar esse dinheiro na poupança e fazer o mesmo trabalhar para vocês? será que num aperto você procuram a poupança e aos poucos vão dilapidando e em algum tempo nem o terreno e nem a poupança?

Já pensou na possibilidade de construir nesse terreno imóveis para alugar? dependendo do lugar pode ser pequenas lojas comerciais que renderá um aluguem mensal e sem concentração de ser um único inquilino. Se a localização não for favorável para comércio pode pensar em pequenas casas, o que também não concentra risco.
Se não tiver dinheiro para construir tudo vá aos poucos, constroi um com a renda dele mais outro e assim por diante, além de que há a possibilidade de empréstimo destinado exclusivamente para construção, como construcard da CAIXA.

Pense, analise os prós e contras e faça sua escolha.

Anônimo disse...

tenho uma conta no bradesco e nela recebo meu salario tenho divida negativa no cheque especial posso mesmo assim pedir para receber salario em outro banco.

Anônimo disse...

fiz renegociação de uma divida e não consegui pagar nenhuma parcela recebo meu salario nessa conta corrente ,posso pedir para passar o salario para outro banco tendo essa divida

Aldineide Rios disse...

Antes de qualquer coisa não se faz renegociação apenas para se livrar do credor, piora ainda mais a situação.

Bem é melhor você fazer seu orçamento pessoal, cortar alguns extra e incluir a parcela de uma nova renegociação, mas para pagar de fato, você terá menos dor de cabeça do que mudas o salário para outro banco.

Mas... se você quiser arriscar, converse com sua empresa e veja quais as opções para receber o salário.

Você pode também tentar com a empresa um empréstimo consignado e liquidar a vista com desconto, pode sair muito mais barato, mas antes de fazer COMPARE.

Anônimo disse...

Aldendide, gostaria de uma luz! Minha mãe mora no interior e está passando por um periodo muito dificil. Ela mora em uma casa com a irmã. Cada uma recebe(aposentadoria) um salario minimo e não é suficiente para as despesas. Eu e meu irmão ajudamos mensalmente mas mesmo assim paga juros de cheque especial. Ela já fez um empréstimo daqueles para aposentados e agora a gerente do banco sugeriu que ela fizesse um emprestimo do proprio banco. Fico com medo, pois acho que só aumentara a bola de neve!! Gostaria de algumas sugestões. Ela tem carro e casa propria. Obrigada!

Aldineide Rios disse...

O ideal é sua mãe e sua tia não tomarem empréstimo consignado e principalmente empréstimo bancário pois vai comprometer ainda mais o orçamento delas.


Se for possível junte você e seu irmão e liquide alguma parcela que elas tenham e oriente-as para não fazer novos compromissos parcelados, não pagar o mínimo do cartão e tentar não comprar mais nada no cartão pois são as pequenas compras que levam todo orçamento para o buraco.

NÃO FAÇA EMPRÉSTIMO.

Se tiver devendo no cheque especial tente liquidar e cancelar para evitar que volte a usar novamente.

Anônimo disse...

Tenho uma duvida, tenho atualmente uma divida de aproximadamente 70.000,00 entre cartões, emprestimos, limites etc. Estou pensando em fazer um emprestimo (tendo minha casa como garantia) e pagar em 100 meses com parcelas fixas e juros 1,16% a.m. + IGPMa . Desta forma ficaria com as dividas zeradas e a prestação não comprometeria minha renda mensal.
O que você acha????

Aldineide Rios disse...

Se você achar alguma instituição financeira que aceite essa sua proposta será perfeito, mas não será tão fácil assim.

PERGUNTA: Você resolveu o problema que causou esse seu endividamento?

Se não resolveu não vai adiantar nada fazer essa negociação (se você conseguir)pois em algum tempo a dívida estará de volta...

Fabiola Garcia disse...

Eu e meu namorado trabalhamos com nossas rendas em conjunto! Juntos
Somamos 3400 reais. De dividas temos a faculdade dele de 800 reais, eu sou bolsista, temos agora por 7 meses um treinamento para certificação que irá custar mensalmente 600 reais.
Eu tenho uma divida com o banco de 2500 reais e a dois meses fizemos o consórcio de um carro.
Minha dúvida é a seguinte: esse mês pagaríamos a segunda parcela do consórcio, mas em meio a tantos planos, como a aquisição de uma casa ao fim de 4 anos, é viável continuarmos pagando esse consórcio no valor de 650 reais num prazo de 72 meses?

Anônimo disse...

bom dia... meu nome e gabriela tenho 23 anos e nao faco ideia do valor das minhas dividas... ccom 18anos iniciei um namoro... limpei o nome do individuo a ponto de abrir uma empresa.. e em troca ele destruiu meu nome... sao dividas em lojas... cartoes de credito... empresas de telefoniA... e ate um carro q ele sumiu... kkk enfim.. quero mto limpar meu nome ee meu salario e razoavel mas n sei podr onde comecar... vc pode ajudar por favor???

obrigada

Evelin disse...

Socorro!!

Ganho R$1600,00/mês, meu gasto fixo está em torno de R$1500,00 e tenho uma dívida de um pouco mais R$13000,00. Meu salário era maior. Perdemos alguns adicionais e chegou a isso. Daí a dívida. Demorou p/ cair a ficha que eu teria que adequar novamente o padrão de vida.....
Como acertar isso??
Já enxuguei o que poderia enxugar. Lazer? Só atividades gratuitas. Não tenho mais nem cheque especial nem cartão de crédito. Está desesperador!!

Obrigada

Anônimo disse...

Ganho o líquido de R$2.600,00/mês, quanto desse valor posso comprometer por mes em um financiamento de um veículo, vale dizer que tenho guardado 10.000,00 separados para a entrada. Desde já agradeço a ajuda

Aldineide Rios disse...

Para fazer um financiamento tem que esta com o orcamento em dia, cada pessoa tem um percentual de disponubilidade, o que nao pode ser feito e comprometer a renda com o financiamenro e passar a usar ch especial para completar.
Faca seu orcamento e veja quanto vc vai poder dispor para o carro, lembrando que junto vem combustivel, manutencao e outroa gastos, inclua tudo isso na sua projecao de gastos, assim como alguma alteracao de gasto futuro como uma faculdade, casamento, filho etc

Junior Siqueira disse...

Boa Tarde. Estava olhando seu site e achei sua idéia de auxiliar as pessoas muito interessante e bacana. Gostaria, se vc pudesse, que me ajudasse. Tenho uma empresa, que trabalha com lingerie. Acontece que, há muito tempo estamos sem capital de Giro, o que faz com que precisamos recorremente fazer desconto dos nossos cheques, pagando altas taxas de juros, sendo que nunca conseguimos ter dinheiro em caixa. Estou pensando em adquirir um financiamento para um capital de Giro, onde as taxas de juros são menores que a do desconto de cheques. Gostaria de saber sua opinião. Você acha que essa pode ser uma saída, ou vc acha que existe alguma outra melhor? É bom salientar que a empresa é lucrativa, ela não dá prejuízos, porém, a gente vem lutando com essa falta de capital há muito tempo. Att.
Antonio Carlos de Siqueira Júnior

Aldineide Rios disse...

Junior, consultoria desse blog é direcionada a finanças pessoais e não empresariais visto a complexibilidade de uma empresa.
Mas vamos ao seu caso.
A falta de capital de giro realmente é um grande impactante no desenvolvimento de uma empresa, gosto da ideia de capital específico para isso com taxa mais baratas do que desconto e cheque especial mas é muito importante que você faça um planejamento para tomar o recurso correto, no valor correto e principalmente aplicar da forma correta pois já vi diversos casos que tomam o dinheiro para um fim e vendo o dinheiro em caixa utilizam para outro tipo de investimento, cuidado é perigos.

Como a empresa é rentável aproveite.

Algumas vezes só em, ajustar os prazos com fornecedores e clientes e estoques já se consegue melhorar muito o capital de giro e com a redução de empréstimos bancários melhora o resultado por não está pagando juros.
Na dúvida em quanto tomar e como melhor procure ajuda profissional, o sebrae de seu estado pode lhe ajudar.

Sucesso!

Junior Siqueira disse...

Obrigado pela orientação. A grande falta de capital se deu justamente pelo que voce falou, nós vendíamos com um prazo grande e comprávamos com um prazo pequeno, com isso nós nao conseguíamos ficar com dinheiro em caixa. Agora, apartir de Janeiro de 2013, nos mudamos o prazo de venda e igualamos aos prazos de compras, porém ainda não demos contas de estabilizar nosso caixa. Acho que que o financiamento de capital de giro e redução de prazos conseguiremos entrar em ordem. Abraços

Aldineide Rios disse...

Junior tenha atenção e critério pois mesmo com os dois prazos iguais ainda haverá descasamento pois você quando compra tem o prazo para receber mercadoria, tem o prazo que a mercadoria fica no estoque para ser vendido e tudo isso ainda lhe dará gap de caixa entre o que você paga e o que você recebe.

tente fazer uma liquidação com as mercadorias que estão paradas, queima com vendas em uma unica vez no cartão e com desconto para pagamento a vista.
tente negociar com o fornecedor alguns dias a mais 2, 3 ou 5 já vai ajudar a reduzir a distância.

tente comprar com mais frequencia ao invés de fazer compras maiores, isso dá trabalho mas ajuda a melhorar esse GAP também, enfim é um pacote de ações que vão ajudar.

Vinicius Santos disse...

Olá, bom dia. Estou com uma divida de R$ 1000,00 no cheque especial e R$ 900,00 no cartão. Além disso, pago 450 de faculdade, 250 de prestação de carro e tenho gastos diversos por mes como gasolina, inscriçao em concusos, apostilas, etc... Tendo em vista que meu salario chega liquido na minha mão R$ 1200,00 e o carro faltam 16 parcelas de 250 reais (o valor de mercado dele é 7000 se eu quiser vender), como posso fazer para me desenrolar disso tudo, sem abrir mão da faculdade ? Por exemplo, vale mais a pena parcelar a divida inteira do banco e passar o mes pagando a faculdade, carro e apenas divida e nao viver mais ? ou vender o carro ? ou alguma outra ideia de como posso fazer para poder aproveitar esse meu salario de 1200 da melhor forma ?

Peço sua ajuda estou precisando de conselhos, nao sei o que fazer !!!

diego abreu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
diego abreu disse...

Diego Abreu
Boa noite! Moro de aluguel e pago R$ 600,00 ao mes Estou querendo comprar uma casa com um valor de até R$100.000,00, e não gostaria de entrar em consorcio ou algo parecido. pretendo juntar um dinheiro (em torno de R$ 200,00 ou mais por mes) e tentar compra o imovel avista. sei que vai demorar um tempo pra juntar esse dinheiro. gostaria de saber onde invisto esse dinheiro? e tambem sua opinião se é melhor fazer isso que estou pretedendo. ou devo sair logo do aluguel e financiar o imovel?

Anônimo disse...

Aldineide boa tarde! Moro de aluguel (1200,00 + 200,00 de condominio). tenho guardado 100.000,00. Pensamos em comprar um ap em torno de 250.000,00 e financiar o restante pela caixa. O meu impasse é o seguinte: se faço um prazo maior de 420 meses a parcela fica em torno de 1700,00, sendo que a entrada ficaria em torno de 40.000,00.Super bom, pois hj ganho em torno de 11.000,00, daria para eu pagar com tranquilidade e ainda me sobraria 60.000,00. Ou sera melhor eu comprometer o dinheiro todo com um prazo de 120 meses? Ou aguardamos mais um tempo com aluguel para comprar um ap a vista?

Conceição disse...

Contrai uma dívida em 2007 com o Cartão Credicard Itau, e em 2009 o credor entrou em contato sugerindo uma negociação, mas o pagto de nenhuma parcela desta negociação foi efetuado. Visto que o pagto da primeira parcela não foi realizado, a negociação não é válida, pois a validade só se daria após a confirmação do 1º pgto que seria o "aceite" do acordo. Em consulta ao Serasa, o débito permanece com data original de 2009, da negociação, quando deveria ser 2007. Isto é, não deveria constar no relatório do Serasa por ultrapassar o prazo de 5 anos da data original. O credor nao quer retirar do serasa e spc.

Eric Dutra disse...

Olá, preciso de uma ajuda , se possível. Bom, possuo um imóvel no valor de 190 mil (ja quitado ) que hoje esta alugado por R$ 850,00, e a 2 anos comprei outro na planta pelo valor de 240 mil, e deste valor já paguei 65 mil. Acontece, que nesse ano minha renda baixou muito, hoje fixo R$ 1500,00, e nao posso contar com mais mais, por enquanto, pois recebo por comissao e ainda estou na fase inicial de captaçao de clientes. Esse apartamento que eu adquiri a 2 anos será entregue agora em julho de 2013. A prestacao do restante que falta quitar ( 175 mil ) ficara em torno de 1750,00 e a papelada para registro em torno de 12 mil ( nao tenho hoje dinheiro pra registra-lo ).Levando em consideracao que eu tenho que resolver morar em um dos dois, e preciso de capital ( 50 mil ) para abrir um novo negócio, minha duvida é: O que fazer? Pensei nas seguintes hipoteses: 1 - Vender o apartamento de 190mil, pagar 140 mil do novo pra morar nele, financiar pela caixa 50 mil, e com os 50 mil que sobram abrir meu novo negocio. Ou. 2 - Vender o apartamento novo, que hoje me daria 100 mil no bolso, abrir a empresa com 50 mil. Vender o apartamento de 190 mil e com mais 50 mil que restam comprar um apartamento melhor um pouco. 3 - Arriscar esperar as coisas melhorarem na empresa que hoje trabalho, financiar o novo apartamento, e com o aluguel do outro pagar metade da prestacao do novo. Ou nada dessas opcoes??? Lembrando que nao tenho os 12 mil para registro. Nao sei se consegui explicar direito, mas estou precisando muito de ajuda. Obrigado Eric

Adriana Garcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Angélica Moreira disse...

Olá Aldineide, gostaria muito de sua opinião. Eu, minha bebe e meu marido (que tem 1 filho do primeiro casamento), moramos muito bem com minha mãe. Ele ganha em torno de 5800 e paga uns 1000 de pensão. Minha mãe ganha uns 6000 e eu 2000. Ele não tem imóvel e quer financiar algo. Porém, ao invés de fazer isto enquanto moramos com minha mãe, ele quer alugar um apto (pq se sente mal de ter quase 40 anos e morar com a sogra e para tb ter um lugar para receber o filho). Ele tem alguns empréstimos e quer vender o carro para pagar uma parte dos mesmos e comprar os móveis. Iriamos praticamente sobreviver com meus 1600 liquido mais o vale alimentação de 940 que ganho. Ele quer juntar mais 1 ano de FGTS para melhorar sua entrada. Penso eu que ele deveria esperar para financiar seu próprio imóvel, engolir um pouco o orgulho e permanecer mais um tempo com minha mãe (já que vivemos com muito conforto aqui). Eu por outro lado estou tentando vender uma casa (herança) para que possamos, a partir dela, construirmos uma boa casa num condomínio fechado. Nosso regime de casamento é separação de bens e, falo isto, pq parece que será mais rápido ele financiar um imóvel do que esperar a venda da minha casa. O que vc sugere????

Ana Seghetto disse...

Estou precisando de ajuda...Ganho 1170,00 mensal, só de empréstimos tenho 660.00, empréstimos para quitar dividas de cartão de crédito. Pago faculdade e ainda as dividas de cartão. Não sei como controlar, será que se eu pegar a divida total do cartão e parcelar será vantagem? Eu já nao uso mais o cartão. Estou desesperada. A divida do cartão etá em torno de 1290,00 um e o outro 1500,00 nunca paguei atrasado, porém já parcelei fatura.
Conto com sua ajuda. Tenho até março pra acabar com isso, pois ficarei sem emprego.

Anônimo disse...

Bom dia. Meu marido e eu moramos em uma casa que será vendida nos próximos meses a uma construtora. Por ser um dos imóveis que constam como herança de família, só receberemos 50 mil desta venda. No entanto, engravidei antes de termos esta notícia da venda. Agora, gostaria de pedir uma orientação sobre o que devemos fazer com esse dinheiro? Comprar uma casa seria inviável, pois onde moramos não há casas nesse valor e recebemos a opção de mudar para outro imóvel da família, mas moraríamos junto com minha cunhada que tem um bb. Também dispomos apenas de uma moto, e neste momento o melhor seria comprar um carro, por conta das emergências de hospital que surgirão. O que fazer afinal com esses 50 mil? Comprar o carro de vez? Investir em negócio? O que?

Anônimo disse...

Boa tarde,gostaria de tirar uma duvida,fiz um financiamento aquele que se tem liberado e pode ser feito no caixa mesmo,isso em 2009,não consegui pagar as parcelas e fiquei com restrições em meu nome até 2014,como deu 5 anos foi retirado,só que agora o banco negativou novamente meu nome alegando que eu tinha uma parcela que vencia em 01-10-2010...gostaria de saber se pode e pq a divida foi baixada e novamente ativada.aguardo seu retorno.obrigado

Anônimo disse...

Boa tarde,gostaria de tirar uma duvida,fiz um financiamento aquele que se tem liberado e pode ser feito no caixa mesmo,isso em 2009,não consegui pagar as parcelas e fiquei com restrições em meu nome até 2014,como deu 5 anos foi retirado,só que agora o banco negativou novamente meu nome alegando que eu tinha uma parcela que vencia em 01-10-2010...gostaria de saber se pode e pq a divida foi baixada e novamente ativada.aguardo seu retorno.obrigado

Anônimo disse...

O parcelamento deve ter ocorrido em muitos meses, fez 5 anos da parcela de 2009, Se tinha parcela em 2010 o banco pode negativar esta parcela, não é que negativou a mesma parcela, trata-se de outra parcela do mesmo contrato.

Anônimo disse...

Ola, gostaria de saber o que é melhor: comprar uma carta de credito contemplada e ganhar 15% de desconto por pagar apartamento com recurso proprio ou fazer um financiamento? grata e aguardo resposta

Alexander disse...

Olá, tenho um financiamento imobiliário (SAC)onde as prestações e saldo devedor são atualizado pela TR e estou avaliando a possibilidade de trocá-lo por um consórcio. Entendo que através de um consórcio (considere contemplado)terei uma redução no valor da prestação (8%) como também no prazo (58%). Como pontos negativos, o saldo devedor sofrerá um acréscimo de 29% devido à incorporação da taxa de administração e, tanto o saldo devedor como as prestações são atualizados pelo INCC (Anualmente). Seria recomendado partir para o consórcio?
Grato,
Alexander.

Anônimo disse...

Boa tarde! Preciso de aconselhamento antes de tomar uma atitude. Pago um empréstimo consignado (300,00 mês) faltando 5 anos para quitar. Pago tbm prestação carro (620,00) faltando 1 ano para quitar. Me ofereceram um refinanciamento para quitar o carro, eu continuaria pagando o mesmo valor(300,00) desta forma ficaria livre da prestação do mesmo e assim conseguiria construir mas pagaria esses 300,00 por mais 1a anos. Estou confuso. Me aconselhem por fvr!

romildo cavalcante disse...

olá fis uma negociasao com o banco para quitar minha divida do lins aquele valor do cheque especial eu estava devendo 2,200,00 com a negociasao foi para 3,100 na hora eu nao raciocinei bem e comcordei com o acordo mais me arependi em seguida...gostaria de saber se posso cancelar esse acordo e se eu arrumar o dinheiro pra quitar a divida a vista se o banco tem que me dar desconto? aguardo resposta

ALDINEIDE RIOS disse...

Oi Romildo cancelar não pode mais, porém você pode quitar antecipado e o banco recalcula os juros até a data do pagamento, retirando os juros que estava calculado para i futuro, o que normalmente chamamos de desconto. O valor desse desconto será proporcional aos juros incluídos e ao período de antecipação

Bia disse...

Bom dia.

Tenho um apartamento no valor de R$ 300 mil. Eu e meu esposo estamos vendendo para comprar um ap. maior de R$ 500 mil. Porém surgiu um amigo que nos aconselhou vender o nosso ap de R$ 300 e investir o dinheiro em títulos do governo como já fazemos em menor demanda, e então moraríamos de aluguel. A ideia de juros compostos é muito atrativa porém o nosso senso comum brasileiro ainda arraigado no sonho da casa própria é bem gritante. Qual a melhor opção financeira? Desde já agradeço a atenção e o ajudador blog.

Aldineide Rios disse...

A conta é um pouco mais complexa pois envolve mercado, você não diz qual a sua cidade mas minha sugestão é analisar o comportamento do mercado de imóveis, na maioria do país está em queda, apesar de algumas cidades ainda não apresentarem queda.
Se sua cidade estiver em queda então é melhor vender na alta e comprar na baixa.

Aldineide Rios disse...

Boa tarde! Preciso de aconselhamento antes de tomar uma atitude. Pago um empréstimo consignado (300,00 mês) faltando 5 anos para quitar. Pago tbm prestação carro (620,00) faltando 1 ano para quitar. Me ofereceram um refinanciamento para quitar o carro, eu continuaria pagando o mesmo valor(300,00) desta forma ficaria livre da prestação do mesmo e assim conseguiria construir mas pagaria esses 300,00 por mais 1a anos. Estou confuso. Me aconselhem por fvr!
-----------------------------------------------
Bem parece que você está com hábito de tomar empréstimo, que tal esquecer que tem linhas disponíveis e ir aos poucos se livrando delas???
Vai fazer reforma? co qual dinheiro? mais empréstimo? tenha muita atenção, se tiver dinheiro disponível pode ir antecipando o financiamento para se livrar dele sem precisar tomar novo empréstimo.
Essa reforma é vital ou é apenas luxo? pense bem

Anônimo disse...

Ola. Preciso d ajuda. Tenho dividas q somam 20 mil. Com limites e cartão crédito. Quero tirar o limite e quitar o cartão. Tenho um carro pago no valor de 15 mil. O q devo fazer? Vender o carro? Negociar o restante. Não quero ficar com parcelas pendentes. Tenho disponível um carro pra ser usado até Dezembro. Depois devo fazer o q? Comprar um carro seminovo financiado? Ou um carro mais barato até 10 mil.?? Estou perdida. E pagando juros abusivos.. me ajude

Anônimo disse...

você conseguiu resolver seu problema? a minha situção é igual...me conta o que você fez.

Cecilia disse...

Boa tarde, meu marido esta muito endividado!!! Ele recebe 1200$/mes, as dúvidas no cartão chega a 1000$, do dinheiro q ele recebe, ele paga 225$de empréstimo e algumas continhas. O resto da despesa ele paga no cartão, porem, nunca tem o dinheiro total do cartão. Para conseguir dinheiro ,ele resolveu trabalhar nas horas vagas fazendo frete, mas para isso, ele teve q comprar um carro financiado de 700$/mes. Ou seja, além das dúvidas q ja tinha, agora ainda tem a do carro. E ele tem uma moto ja quitada, q está querendo vender, em torno de 3000$, pra pagar as dívidas! Oq fazer?

Cecilia disse...

Boa tarde, meu marido esta muito endividado!!! Ele recebe 1200$/mes, as dúvidas no cartão chega a 1000$, do dinheiro q ele recebe, ele paga 225$de empréstimo e algumas continhas. O resto da despesa ele paga no cartão, porem, nunca tem o dinheiro total do cartão. Para conseguir dinheiro ,ele resolveu trabalhar nas horas vagas fazendo frete, mas para isso, ele teve q comprar um carro financiado de 700$/mes. Ou seja, além das dúvidas q ja tinha, agora ainda tem a do carro. E ele tem uma moto ja quitada, q está querendo vender, em torno de 3000$, pra pagar as dívidas! Oq fazer?

tdu'art disse...

Olá, tudo bem? Se possível, precisaria de uma ajuda.
Somando com o financiamento imobiliário, temos uma dívida de 305 mil. Analisando e fazendo as contas, nossas receitas estão mais pagando juros aos bancos do que as dívidas. Angustiados com essas dívidas q nunca reduzem e com péssima qualidade de vida, colocamos o apartamento que está financiado à venda e vamos alugar um imóvel.
Fazendo isso, quitamos a dívida de financiamento do imóvel, nossas dívidas, podemos comprar um veículo básico (que não temos) e sobraria em torno de 40mil para poupar.
Juntos, eu e meu esposo temos uma renda líquida de 9 mil, a ideia é quitar todas as dívidas, poder pagar um aluguel justo e conseguir poupar 1/3 da nossa renda para adquirir outro imóvel no futuro.
Esse cenário parece promissor no papel, mas com o atual cenario economico, estamos com receio de vender o imóvel e se complicar mais ainda para comprar outro imóvel no futuro. O que fazer? Nossa "medida drástica" é realmente a mais viável?

tdu'art disse...

Olá, tudo bem? Se possível, precisaria de uma ajuda.
Somando com o financiamento imobiliário, temos uma dívida de 305 mil. Analisando e fazendo as contas, nossas receitas estão mais pagando juros aos bancos do que as dívidas. Angustiados com essas dívidas q nunca reduzem e com péssima qualidade de vida, colocamos o apartamento que está financiado à venda e vamos alugar um imóvel.
Fazendo isso, quitamos a dívida de financiamento do imóvel, nossas dívidas, podemos comprar um veículo básico (que não temos) e sobraria em torno de 40mil para poupar.
Juntos, eu e meu esposo temos uma renda líquida de 9 mil, a ideia é quitar todas as dívidas, poder pagar um aluguel justo e conseguir poupar 1/3 da nossa renda para adquirir outro imóvel no futuro.
Esse cenário parece promissor no papel, mas com o atual cenario economico, estamos com receio de vender o imóvel e se complicar mais ainda para comprar outro imóvel no futuro. O que fazer? Nossa "medida drástica" é realmente a mais viável?

Anônimo disse...

Olá! Necessito de ajuda se possível!
Tenho um táxi que antes me dava uma renda diária de R$ 300,00 em média, hoje para conseguir R$ 200,00 a diária líquida esta cada vez mais difícil, sem contar com os gastos com aumento do combustível, transito que faz perder mais tempo em uma corrida e outra, sem contar com os aplicativos que abocanharam grande parte dos clientes. Até o mês de Outubro de 2015 uma autonomia era repassada por R$ 200.000,00 sem o carro, com o carro por R$ 240 Mil. Hoje uma autonomia esta sendo repassada por R$ 165 mil com o carro R$ 210.000,00 em média.
Tudo indica que poderá cair mais ainda. O que eu faço? Vendo agora e aplico esse valor ou não?
Estou aterrorizada, já que é minha fonte de renda. Pensei em vender e colocar o carro em um desses aplicativos de carona solidária (Uber) e aplicar o dinheiro até o cenário econômico me deixar mais otimista em abrir algo que me dê uma renda (pensei na fábrica de bolos da vó alzira, uma franquia). Ou comprar um caminhão baú pequeno porte e agregar .Por favor me sinalize.... Obrigada

Anônimo disse...

Bom dia,

Estou com uma divida familiar em cheques especiais e cartões de credito que da + ou - R$ 13.000,00(treze mil reais). Minha duvida é se eu faço um empréstimo nesse valor ou se vou pagando uma conta e depois, até normalizar. E qual linha de crédito seria melhor?

Obrigada,

Ana Maria O Pereira disse...

Olá,estou com uma dívida de mais de 7.000 mil reais no cartão de crédito,entrei em contato com o banco e renegociei essa dívida em 20 parcelas,no final estarei pagando 13.00 mil reais,paguei apenas 4 parcelas,agora não tô conseguindo pagar mais pois as parcelas ficaram altas,gostaria de saber qual taxa de juros máxima pra uma negociação assim,ja que a que foi usada no parcelamento foi muito alta,aguardo resposta,obg...

Thalita Amaro disse...

Olá tenho uma divda com um banco,que negociei,venho pagando direito,poisbem fui aobanco saber quanto era para paga-la toda e o gerente disse que não havia abatimento,pois já era acordo,mas quando eu fiz com a a moça por telefone ela disse que eu poderia sim abater e ter desconto,o que eu faço?

Anônimo disse...

Eu e meu marido juntos temos uma renda de quase 10.000.Mas não conseguimos nos organizar e nos livrar do cartão de crédito. Não conseguimos deixar a conta com dinheiro, estamos sempre entrando no limite e com dificuldades pagamos as contas. É bem verdade que temos algumas parcelas altas... mas o que queríamos era nos livrar de estar comprando "fiado" sempré no cartão e mês a mês a conta nunca fecha.Quase todo mês uma briga. Estamos pensando em dividir as rendas. Mas não sei se dou conta de me virar só com meu dinheiro. Queria pelo menos deixar de usar a conta dele para as despesas de casa. Mas não vejo alternativas.

Unknown disse...

Como eu faço pra me livrar dos juros do cheque especial. Não tenho dinheiro.e fica todo mês descontando do meu salário

Beliza Fernandes disse...

Como eu faço pra me livrar dos juros do cheque especial. Não tenho dinheiro.e fica todo mês descontando do meu salário

Vania Souza disse...

Vânia disse:

Tenho algumas dividas no banco Itau e uma delas é uma divida do cartão de crédito, minha gerente acabou de ligar e informou que vão cancelar minha conta corrente mas recebo meu salario por ela, o que fazer nesta situação.

Obrigada pelos esclarecimentos.