terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

CANCELANDO CARTÃO DE CRÉDITO MESMO COM DÍVIDA


Nestas situações, o consumidor deve enviar uma correspondência com aviso de recebimento (AR) para o banco emissor ou a administradora demonstrando que não tem mais interesse na manutenção do contrato, exigindo o imediato cancelamento do cartão e pedindo para que esta empresa se manifeste em um prazo de 10 dias, após a devolução do comprovante da entrega da carta, para confirmar o pedido.

Esta medida é muito eficaz para evitar que a dívida aumente sem parar em razão do aumento progressivo do saldo devedor do cartão já que, após o cancelamento, não podem mais incidir os juros do contrato.

Se não houver resposta no prazo, o consumidor pode ingressar com ação judicial visando a extinção do contrato e usando o comprovante de recebimento da carta como prova da negativa do banco emissor ou da administradora em cancelar o cartão. O fundamento jurídico do pedido está no artigo 6°, inciso V, do Código de Defesa do Consumidor e nos artigos 473 ou 478 a 480 do Código Civil. Juntamente com o cancelamento, o consumidor deve pedir que o Juiz que receber a ação determine que o banco emissor ou a administradora não insiram o nome do devedor nos bancos de dados de restrição ao crédito até a decisão do processo.

O consumidor pode fazer este pedido nos Juizados Especiais Cíveis, mais conhecidos popularmente pelo nome de Pequenas Causas, e, na 1ª audiência, com auxílio do conciliador, fazer um acordo para pagamento de saldo devedor com banco emissor ou a administradora em condições mais favoráveis.

FONTE: http://gbolso.blogspot.com

7 comentários:

R. L. Fiorotto disse...

Ok. Mas e se por exemplo, eu ainda tiver dívidas (ou parcelamentos) a vencer no cartão? Posso cancelar mesmo assim?

Aldineide disse...

Sim pode ficará recebendo extrato para pagamento mas não poderá fazer novas compras.

Roberta 13 disse...

Bom dia.

Estou tentando renegociar um cartão de credito junto a empres porto seguro, porque foi incluido o seguro na fatura. após 2 meses tentando reparcelar eles não deixam e ainda me falam que eu tenho que pagar a divida integral. Tenho o maior interesse em renegociar e manter o cartão, mas eles não querem parcelar, uma divida que é baixa até mas n tenho como emprestar dinheiro para quitar por isso tentei parcelar. O que posso falar para entrar em acordo com eles?

Obrigada.

Aldineide Rios disse...

A operadora de cartão de crédito normalmente não faz parcelamento para você continuar usando o cartão pois tem potencial de ficar inadimplente novamente.
Tente conseguir empréstimo com um banco para quitar o cartão a vista, é mais barato.

M.M.V INVESTMENT disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

tenho muitas dividas enclusive no banco, poderia estar fazendo um emprestimo em outro banco para quitar tudo e viver so no crediario a vista? me ajude

ALDINEIDE RIOS disse...

É interessante a ideia de fazer empréstimo barato para pagar empréstimo caro, mas é perigoso para quem não tem controle do orçamento pois vai deixar o cheque especial e o cartão livre e no primeiro deslize usa novamente ficando com duas dívidas, a do parcelamento e dos limites.

Portanto só faça isso se você cancelar ou suspender ou reduzir drasticamente os limites para evitar cair no mesmo erro novamente.