sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

QUANDO COMEÇAR A DAR MESADA?





No momento em que chegam à fase da pré-escola por volta dos cinco anos de idade, as crianças ficam curiosas sobre o dinheiro e percebem que certas coisas que elas desejam podem ser compradas. Nesta fase elas já são capazes de identificar notas e moedas, portanto é a partir dessa fase que a maioria dos especialistas aconselha os pais a iniciarem com a mesada.

Nesta fase seu filho já deve compreender o conceito do dinheiro e já saber contar, também. Isso significa que tem idade suficiente para começar a aprender a gastar, economizar, investir e doar dinheiro. Vale lembrar que mesmo que seu filho já tenha passado dessa idade, nunca é tarde para ele começar a aprender sobre como lidar com o dinheiro.



FONTE: EDUCAÇÃO INFANTIL

5 comentários:

@llacerdaa disse...

Gostei muito do seu blog. Achei no google e to seguindo

Aldineide Rios disse...

Obrigada!

Rodo Bike disse...

Achei muito intereçante esse blogger, estou sendo um participante seguidor fiél para tirar algumas dúvidas da parte financeira do meu estabelecimento, quero sanar de uma divida, de certa forma nos atrapalha, apezar de não ter atrasos, mas quero me previnir. Sei que uma boa administração financeira e com uma gestão adequada nas informações que estão espostas neste blogger sera viável ao meu estabelecimento, estou aquardando atenciosamente a atenção de vocês muito obrigado.

Aldineide Rios disse...

Bem... não entendi qual a sua dúvida?

Onde posso lhe ajudar?

Anônimo disse...

Olá Aldineide o blog está muito bacana.. um bálsamo para quem está de cabeça tão quente com tantas dividas! Parabéns, não desamine nunca neste trabalho e continue respondendo pra quem chega aqui tão transtornado..preciso de uma orientação se for possivel:
Atualmente tenho dividas no cheque especial, emprestimos bancários, e cartão de crédito. Essas dividas estão entre conta juridica, e conta física. São dois bancos minha questão é até agora meu nome não foi negativado ( ainda) pois tenho tirado de tudo qto é canto um pouquinho pra controlar as contas e não sujar o nome. Principalmente, o da minha mãe que configura como sócia (minoritária) da empresa. os valores são em emprestimos quase 40 mil e 15 no especial. O que eu pergunto é: será que o banco diminui os juros se eu explicar minha situação e propor uma renogaciação daquilo que devo? será que tenho alguma vantagem? (se é que existe alguma para os clientes!) será que um extrato de 'tentativa' de boa pagadora..me aliviaria em algo? essa seria uma alternativa viável? ou já devo procurar outros meios? espero muito uma orientação sua..
abraços! até.