domingo, 23 de agosto de 2009

ENTREVISTA DE EMPREGO - DICAS

1) Por que você saiu do último emprego?
Sua resposta tem que ser tranquila e segura, não pode ser longa e enrolada. Tem que ser concisa, objetiva e clara. Nunca minta! Mentiras são inadmissíveis e, quando descobertas, podem comprometer irreversivelmente sua carreira ou ao menos sua relação com a consultoria de seleção. Muitas consultorias de chegam a riscar, definitivamente, um candidato de seus arquivos se descobrem uma conduta antiética deles.

2)Por que quer trabalhar conosco?
Mostre o que você conhece e gosta na empresa e em que suas qualidades, habilidades ou competências podem somar-se às qualidades da empresa. Seja honesto e sincero.

3) Quais são seus principais pontos fortes?
Você sabe quais são suas principais qualidades, competências e pontos fortes. Enumere as três principais e, de preferência, associe-as a atividades e resultados que você obteve para as empresas em que trabalhou.

4)Qual sua expectativa salarial? Quanto você quer ganhar?
Sempre que possível, tente deixar esta questão para uma fase posterior do processo seletivo. Um entrevistador bem treinado sabe que isso, normalmente, é um assunto final, e não vai fazer questão de que você dê uma resposta objetiva, nesse momento, a não ser que ele tenha sérias restrições orçamentárias e saiba que o salário oferecido é baixo. Se for um entrevistador de uma consultoria de seleção, ele precisa de uma idéia de sua remuneração para poder informar à empresa cliente. Se houver insistência dele, responda de uma maneira que mostre qual era sua remuneração no último ou no atual emprego, mas sempre deixe uma margem para uma negociação futura.


5) Por que você está desempregado há tanto tempo?
Responda de maneira simples e sem titubear que teve várias oportunidades que lhe foram oferecidas, mas que não se enquadravam com suas expectativas e, por isso, preferiu continuar buscando algo que realmente lhe motiva.

6) Qual a maior dificuldade de seu emprego atual?
Esta é uma pergunta delicada. Diga que você não tem grandes dificuldades, mas dê exemplos de dificuldades que estão além de seu controle e pelas quais você não pode ser responsabilizado: o mercado de automóveis está em queda e isso torna nossa política de marketing mais estratégica e difícil. Aproveite a oportunidade para, se for o caso, ressaltar competências suas. Mostre que você sabe tomar iniciativas.


7) O que o deixa irritado? Que situações você não suporta?
Responda algo como sempre tento agir com calma e sangue frio, sem me deixar levar pelos impulsos. Mas, para responder à sua pergunta, confesso que não gosto muito de pessoas teimosas e inflexíveis. Mais uma vez, aproveite para passar a imagem de um profissional dinâmico e de mente aberta.


8)Por que você saiu do seu último emprego?
Jamais fale mal da empresa ou dos seus gestores. Frases como “o novo diretor não entendia nada do negócio e abortou o meu projeto” são fatais. Procure recolocar a questão, atribuindo a mudanças de estratégia, revisão de prioridades, mudança nas políticas e – por conseqüência – a falta de perspectivas de crescimento no novo contexto. Reestruturações têm acontecido com freqüência e são bem aceitas. Se você ocupava uma posição estratégica, justifique bem porque foi “pego de surpresa”, se for o caso, para não denotar que tem dificuldades para ler contextos e antecipar-se.


9) Por que eu deveria contratar você?
Saliente as competências relevantes para a posição, retome as experiências anteriores similares e os bons resultados que você atingiu. Evite frases vagas, do tipo: porque eu sou confiável ou você não vai se arrepender por apostar em mim. Informações concretas são mais convenientes do que as opiniões. De novo: a firmeza e a convicção são importantes; a arrogância é dispensável.

10)O que mais o desmotiva?
Cuidado com esta pergunta: dê uma resposta vaga, pois o excesso de detalhes pode chamar atenção para eventuais pontos fracos. Mencione inconvenientes gerais da empresa ou questões de conjuntura envolvendo o mercado, a cidade, o país, etc. Você pode dizer, por exemplo: numa empresa grande, a tomada de decisões pode levar muito tempo e causa frustração -- ou -- numa empresa pequena, muitas vezes não existem os recursos necessários para uma evolução rápida. Responda com uma expressão tranquila.

5 comentários:

Xandão disse...

As dicas realmente são muito boas! Vão ser de grande utilidade pra mim! Obrigado... que Deus o abençoe

Aldineide disse...

Obrigada Xandão, sucesso para você e que seu caminho seja muito iluminado. Sucesso na entrevista.

Anônimo disse...

é nóis q ta mano

carla disse...

nossa adorei, as dicas são ótimas eu estáva precisando, pois qualquer hora vou ser entrevistada, e boa sorte pra mim.

Aldineide Rios disse...

Obrigada Carla, muito sucesso em sua entrevista.