sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

COMO COMEÇAR A JUNTAR DINHEIRO.

CAMPANHA: "ALIMENTE UM PORCO"!

Pra muita gente, o ano que se inicia traz consigo uma imensa dor de cabeça. Os reflexos dos gastos no fim do ano que se foi, compras de material escolar, novos projetos, IPTU, IPVA...
E isso se repete ano após ano. Mas o fato é que tem gente que nunca aprende a lição de que devemos poupar durante o ano para que o Ano Novo não seja sinônimo de preocupação financeira.
Uma solução para isso (e que por sinal acabei de adotar) é a utilização do bom e velho porquinho. Durante muito tempo eu vi pessoas que juntavam dinheiro ao longo do ano tendo um bom retorno na hora do “abate” do “pobre”(rico) porquinho. E essas pessoas geralmente faziam isso visando a aquisição de um bom presente de Natal para si próprio, ou o pagamento de alguma dívida anual (o que eu particularmente não recomendo. Afinal, você tem que se controlar financeiramente durante o ano e correr das dívidas), ou até mesmo fazer um bom investimento com o que economizou. E foi tudo isso que me incentivou a ter meu próprio cofrinho.

 Mas a grande dúvida de muita gente é: “Como eu devo alimentar meu porquinho?

1- CRIE UM OBJETIVO:
A priori, você tem delinear uma razão para a qual você irá poupar toda a sua ‘grana’. Se você sonha em ter um aparelho celular novo, por que não esperar o tão sonhado momento de quebrar seu porquinho ao invés de comprá-lo parcelado em 12 vezes? E você ainda pode pegar um desconto à vista (Quer uma dica? Tente se livrar ao máximo do cartão de crédito)! Ou quem sabe você pode fazer uma viagem de férias, comprar um novo computador...Enfim, mentalize um objetivo e corra atrás.

2- GUARDE O “TROCO”:
Muita gente tenta correr das moedas na hora de pegar um troco. Mas faça diferente, lute por elas (procure juntar as de R$0,25/R$0,50/R$1,00)! Ao final de cada dia olhe seus bolsos, carteira, bolsas, à procura das desejadas moedas e coloque-as no seu porquinho. Mas não exclua as cédulas! Caso você queira colocá-las, seu porco agradece.

3- SEJA REGULAR:
Como todos, o seu porquinho deve ser alimentado com frequência. Não dê um longo espaço de tempo entre seus depósitos. De preferência, coloque seu cofrinho em um canto bem visível para que ele não caia no esquecimento.

- POUPAR=FUNDO DE EMERGÊNCIA:
Quando você poupa, você automaticamente está criando um fundo de garantia para casos emergenciais. Afinal, ninguém sabe o dia de amanhã, não é mesmo? Mas só utilize-o aos 45 do segundo tempo, quando não houver mais nada a recorrer.

Seguindo essas dicas, você criará uma maneira de fugir de uma forca (mais conhecida como “dívidas do começo do ano”), e iniciará o ano com menos problemas e melhores hábitos financeiros. Tente fazer isso esse ano, crie um porquinho! E o mais importante: Alimente-o!

Feliz (e Sem Dívidas) Ano Novo!

3 comentários:

Andrêa disse...

ola...eu ja estava alimentando meu porquinho antes do post, agora então, que não deixo ele passar fome...rs obrigada pelas dicas !

Lidiane Santos disse...

Que bom que voce voltou a escrever! Muito bom..vou fazer isso, criar porcos!!!


Lidiane

Aldineide Rios disse...

Vamos a campanha

ALIMENTE UM PORQUINHO

Vamos criar "porcos"