quarta-feira, 11 de março de 2009

COMO CONSEGUIR DINHEIRO PARA MONTAR UM NEGÓCIO? (I)

Com o crescente desemprego e a dificuldade de recolocação, a saída muitas vezes é virar o próprio patrão e montar um negócio, mas como conseguir dinheiro para isso? Minha contribuição para vocês será na orientação dos recursos financeiros tanto na saída do endividamento como na melhor utilização dos recursos economizados.

Muitos de nós temos idéias e planos de virar nosso próprio patrão, mas...algumas vezes nos deparamos com a falta de grana para tocar o plano. Nada de desespero, tudo na vida tem solução e se não tem... já está solucionado.

Para dinheiro também é assim, tem solução por mais endividado que você esteja tem como ser resolvido o buraco, independente do tamanho o que vai alterar é o tempo e o sacrifício que vai levar.

O primeiro passo para ter dinheiro: sair do endividamento.

Para isso você tem que ter consciência que está no caminho errado em relação as finanças pois caso contrário não terá disposição suficiente para cumprir todas as etapas necessárias para deixar o endividamento pra trás, afinal ninguém procura o médico se não acredita que está doente, no caso de dívidas também é assim, se não acredita que tem problema com dinheiro por que vai fazer algum controle financeiro?

Normalmente o processo de endividamento começa quando precisamos recorrer a linhas de crédito para completar o orçamento. Criamos uma dívida para quitar outra, seja através de cartões de crédito, cheque especial, empréstimos pessoais, consignados etc. Pare! dessa maneira você só irá piorar a situação afinal os juros são despesas elevadas e que só trazem retorno para os bancos.

Troque dívidas caras por dívidas mais baratas - Se estiver pagando apenas o valor mínimo do cartão de crédito por meses e meses, você está praticamente jogando dinheiro fora. Seu débito nunca diminui e este dinheiro representa juros das administradoras. O correto é abrir mão do cartão, suspender o pagamento do valor mínimo e negociar o pagamento do valor total em prestações fixas para liquidar o débito. No início as administradoras dificultam bastante, falam que você tem de continuar a pagar pelo menos o valor mínimo, etc. Entretanto, a partir do segundo mês sem receber, eles mesmos apresentam proposta de parcelamento do valor total. Quando negociar qualquer dívida, nunca aceite a primeira proposta que lhe apresentarem, procure sempre barganhar mais.

Organize seu orçamento Procure restabelecer com total prioridade as despesas da subsistência de sua família. Pague primeiro você, seu condomínio, escola, aluguel ou prestação do imóvel, telefone, energia, etc. Seja a situação que você estiver; sem o mínimo de condição para sustentar sua família, você não vai poder resolver o problema de mais ninguém. Verifique quanto você ganha por mês e o total dos seus débitos. Separe o valor para manter sua subsistência e o que sobrar é para pagar dívidas.

Quais são suas despesas fixas mensais? Qual é o valor mínimo para sua sobrevivência dentro do padrão atual?
Para descobrir anote todas as despesas diárias por pelo menos dois meses, assim você consegue identificar os seus gastos e saber se foram necessários ou não. Desta forma, fica mais fácil reduzir ou cortar gastos desnecessários e o dinheiro começa a sobrar no final do mês;

Agora que você identificou todas as suas despesas, inclusive aquelas migalhas que são drenadas de seu bolso na forma de gorjetas, arredondamentos na conta da padaria, cafés no meio do dia e aquelas “coisinhas a mais” que acabamos levando na banca de jornal, reúna a família - a regra é básica : quem participa colabora - e trace um plano de redução de despesa para cada item como por exemplo:

Luz : reduzir em 10% o consumo = menos lâmpadas ligada, ligar uma única TV por vez, usar menos o secador, chuveiro elétrico etc etc etcEscola/aulas extras: visitar e negociar desconto (isso só é válido se você paga suas contas em dia)Lanches: evitar lanches extras na rua, sempre que possível levar de casa;

E assim você vai fazendo com todos os itens e com a colaboração de todos, pois se você fizer sozinho o resultado não será o mesmo.

Bom, você já sabe quanto gasta por mês já economizou onde pode e agora? o problema está em suas despesas ou em suas receitas?

Se for na receita busque alternativas de renda extra na família com bicos e trabalho, se possível, para outros membros da família.

Use a planilha (na próxima postagem com orientação) para controlar seus gastos com cartão de crédito e planilha de orçamento para conhecer e controlar suas despesas.

Nenhum comentário: